“Preto no topo combina
Preto com joia combina
Preto com grana combina
Grana combina, yeah
Ai de você se tu disser que não” – Djonga

A canção Luto do Djonga traz para nós uma percepção sobre a ascensão do povo preto que luta diariamente. Uma luta que perpassa a ascenção social, politica e economica, tendo como herança a escravidão e não o “paitrocinio”.

Como estruturante da nossa sociedade atual, o racismo está presente inclusive no mercado de viagens. Apesar de serem a maioria da população brasileira, as pessoas negras são a minoria viajando. Pensando que, viajar movimenta a economia global, e como consumidores podemos escolher consumir aquilo que nos representa, o #blacktravelmovement vem com a proposta de introduzir pessoas pretas nesse mercado investindo em uma experiência voltada às culturas negras.

E como a Casa LaFranco se introduz nesse movimento? Nós da CLF entendemos que a temática etnico/racial é uma demanda global, por isso damos enfoque para tratar desse tema em nossos intercâmbios. Acreditamos que as culturas negras e as pessoas pretas acrescentam e enriquecem as experiências de imersão, afinal Preto e intercâmbio combina!

 

Kellen Vieira

Mulher preta, LGBTQIA+, cientista política e educadora social