maputo

Maputo é a capital e maior cidade de Moçambique, localizada no sul do país, tem lindas praias banhadas pelo oceano Índico e reservas naturais. A cidade, de clima tropical, possui diversidade étnica e religiosa além de ser um imenso pólo cultural com manifestações marcantes no campo da arquitetura, pintura, música, literatura e artesanato, conhecidas mundialmente.

O idioma oficial é o português e a moeda utilizada é o metical, mas alguns estabelecimentos aceitam o dólar, euro ou rand, moeda sul-africana. No centro está a antiga Estação Ferroviária CFM de estilo clássico, construída entre 1908 e 1910, que em 2016 foi eleita a terceira mais bonita do mundo pela revista Times.

Na avenida Martires da Machava Baixa, você pode conhecer a Feira de Artesanato, Flores e Gastronomica – FEIMA, um espaço para apreciar as comidas típicas e comprar belos souvenirs. Para quem curte um programa ao ar livre, o Jardim Botânico, a Ilha da Inhaca ou a Reserva Especial são ótimos lugares.

A população moçambicana compõe mais de 98% da população total, sendo descendentes de vários grupos étnicos com tradições, idiomas e estilos de vida distintos sendo o povo Makua, o maior deles. Menos de 2% da população é composta por pessoas de outras origens, como indianos, portugueses, árabes e chineses.

Equidade de Gênero:
Em Julho de 2003 foi adotado em Maputo o Protocolo da Carta Africana dos Direitos Humanos e dos Povos sobre os Direitos das Mulheres na África, que visa a garantia dos direitos e a promoção da equidade de gênero. O protocolo entrou em vigor em novembro de 2005, mas ainda há grande disparidade de gênero principalmente no campo profissional.

Contudo, há organizações focadas em transformar essa realidade, como a Fundação Lurdes Mutola, fundada pela atleta olímpica de mesmo nome, que oferece bolsas de estudo para meninas que se destacam nos esportes. A ONU trabalha em vários projetos com esse objetivo.

Cultura Negra:
Como muitos países da África, Moçambique tem uma população constituída por 99% de negros. Por ter passado por um processo colonizador, Moçambique teve também o processo de racialização do seu povo, que está sendo extinguido.
Por meio da independência do país as etnias estão se reinstaurando, a partir do processo de identificação destas. Esse processo é gradual, mas bate de frente com as possíveis formas de racismo, pois visa a construção de comunidades e não a segregação.

Comunidade LGBTQIAP+:
Moçambique acolhe a comunidade LGBTQIAP+ e luta constantemente por mais representatividade. Exemplo disso, é a organização Lambda que foi criada para promover o reconhecimento dos Direitos Humanos das pessoas LGBTQIAP+ no país.

Na cidade de Maputo também encontramos várias campanhas e projetos principalmente a fim de pressionar o governo a educar e sensibilizar a população sobre a igualdade de direitos e oportunidades, independente de gênero e sexualidade.

Cultura Alimentar:
Localizada em região litorânea banhada pelo oceano Índico, Moçambique é um país cheio de sabores. Com influência da região, os pratos costumam ter muitas especiarias, temperos e perfumes. A variedade de sabores é grande e tem como base grãos e frutos do mar. Sem contar que, por se tratar de um país tropical, o uso de sementes como a do coco e também de frutas é muito importante dentro da cozinha local, sendo a maioria dos pratos a base de vegetais.

Educação Ambiental:
Moçambique foi por muitos anos palco de caçadores furtivos de elefantes por ser uma região com grande quantidade do animal, em contrapartida o governo vem desenvolvendo cada vez mais leis para segurança e educação ambiental. Os moradores de moçambique também são preocupados com esse tema e em 2013 se iniciou a Marcha Nacional Pela Proteção da Vida Selvagem, que visa combater a caça ilegal dos animais selvagens.

Lugares para conhecer em Maputo:

Estação do Caminho de Ferro de Maputo
Jardim Botânico Tunduru
Museu de História Natural
Feira de Artesanato, Flores e Gastronomica (FEIMA)
Ilha de Inhaca
Reserva Especial de Maputo
Casa de Ferro
Estação de Caminhos de Ferro de Maputo (CFM)

  • Pré-requisitos:

Tempo mínimo de programa: 2 semanas
Tempo máximo de programa: Não há limite
Idade mínima: 18 anos
Nível do idioma: Português (qualquer nível)

Quanto Custa?

Confira os valores aqui!

o que você está esperando?