SANTIAGO

Santiago, a capital e maior cidade do Chile, o País dos Poetas, fica em um vale circundado pelos Andes cobertos pela neve e pela cadeia de montanhas chilena., além de várias outras paisagens naturais belíssimas. É uma cidade muito dinâmica, progressista e cheia de vida, no centro você pode encontrar a Plaza de Armas, onde tem várias bancas de arte e cafés e é o lugar perfeito para encontrar e interagir com os chilenos e ainda conhecer dois pontos turísticos históricos neoclássicos: o Palácio de La Real Audiencia de 1808, sede do museu de história nacional, e a catedral metropolitana do século 18. 

A cidade no início desse ano deu um grande passo na questão de gênero, com o compromisso de fortalecer e integrar as mulheres para que façam parte de todas as questões com tomadas de decisão, a fim de alcançar a democracia de paridade. O movimento anti-machismo tem crescido bastante, principalmente após o movimento #NiUnaAMenos, que leva várias mulheres às ruas em direção ao fim das desigualdades. Lá também acontece o FEMCINE, que é um festival de cinema com filmes que envolvem temática de gênero de mulheres cineastas, para conhecer e celebrar as diversas formas de ser mulher.

A LGBTQIA+ Pride em Santiago, a chamada Marcha del Orgullo, é um evento bem grande e acontece desde 2006, tendo várias atrações muito legais com o objetivo de celebrar as pessoas LGBTQIA+ e suas vitórias com o passar dos anos. Em novembro acontece outra parada anual, chamada Open Mind Fest, que é uma grande festa de música eletrônica que acontece na rua. De dia, você pode encontrar várias opções para todos os bolsos e gostos, principalmente no bairro boêmio Bellavista, junto do Cerro San Cristóbal, e à noite, bares animados com muita gente descontraída, cerveja e pisco sour.  

O Chile é um país bem diverso e multiétnico, a população tem uma mistura de ascendência europeia com ancestralidade de povos indígenas da América do Norte e América do Sul. Mas é habitada também pelos índios araucanos, ou conhecidos também como mapuches, que compõe  em torno de 5% da população, eles são  um povo que vem lutando e reconquistando o seu espaço de direito através de seus vários conhecimentos ancestrais e talentos, e vale muito a pena conhecê-los durante a sua visita. 

Lugares para conhecer: 

Museu da memória e dos Direitos Humanos 

Cerro San Cristóbal 

Casa Museu La Chascona 

Museu de arte Pré-colombiana 

o que você está esperando?