MONTREAL

Reconhecida como o berço da civilização francesa na América do Norte, Montreal é a maior cidade da província de Quebec e foi declarada como patrimônio mundial da UNESCO em 1985, valorizando seu bairro do Distrito Histórico da Velha Québec.

Uma das cidades mais cosmopolitas da América do Norte, Montreal é a segunda maior cidade de língua francesa do mundo, ficando atrás apenas de Paris. Apesar de 95% da população ser francófona, muitas pessoas também falam inglês. Sua moeda local é o dólar canadense e seu clima é bastante frio. A temperatura média é -13ºC até 26°C, mas não se preocupe, a cidade tem uma excelente infraestrutura para aproveitá-la muito bem em todas as estações do ano.

A cidade é um importante centro universitário, com duas universidades de língua francesa, a Université de Montréal e Université du Québec à Montreal, e duas universidades de língua inglesa, a McGill e Concórdia. Além disso, a cidade também abriga famosas companhias mundialmente conhecidas como Cirque du Soleil e a École nationale du cirque. Muitas companhias de teatro de língua francesa atuam na cidade, incluindo Théâtre du Nouveau Monde , Théâtre du Rideau Vert , Théâtre de Quat’Sous, Espace Go le Théâtre Ubu.

Em Montreal acontecem muitos festivais e eventos culturais gratuitos ao ar livre como o Festival TransAmériques, a Competição Internacional de Fogos de Artifício, o Festival Internacional de Jazz, o Festival de Música Francesa Francofolies, o World Film Festival anual e o Carnaval de Inverno, um dos maiores festivais de inverno do mundo. Além disso, o destino está entre as melhores cidades gastronômicas do mundo.

O Jardim Botânico de Montreal é um dos maiores jardins botânicos do mundo, com uma coleção que ultrapassa 22.000 espécies de diferentes plantas. O Montreal Biodome abriga milhares de plantas e animais que vivem em ambientes representativos de quatro ecossistemas distintos das Américas. O destino oferece várias opções de parques, reservas de vida selvagem e atrações panorâmicas com uma série de atividades ao ar livre disponíveis durante todo o ano.

Equidade de gênero:
Uma das primeiras coisas que as mulheres, de forma geral, pensam antes de viajar é sobre sua segurança física e integridade. Nesse sentido, Montreal é uma cidade muito segura, com uma das taxas de criminalidade mais baixas da América do Norte.

Quando o assunto é equidade de gênero, o país merece reconhecimento, pois está no ranking dos lugares com maior equidade de gênero do mundo. Em 2019 o Banco Mundial divulgou um estudo no qual avaliou as leis e garantias oferecidas às mulheres em todos os países do mundo. O Canadá ficou na oitava posição do ranking.

As conquistas ao longo da história canadense foram significativas, as mulheres conquistaram o direito de votar em eleições federais, ajudaram a derrubar uma antiga decisão judicial que as impedia de assumirem cargos no senado. Já em 1991, 60% da população feminina já estava inserida no mercado de trabalho.

Combater as diferenças de gênero é uma prioridade para o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, um grande aliado do movimento feminista. Seu governo igualitário é constituído por 30 ministros e dividido entre 15 homens e 15 mulheres.

Cultura Negra:
A história dos negros em Montreal começa a mais de 360 ​​anos e a cidade é uma das regiões metropolitanas onde há maior número de afro-canadenses. Montreal tem uma herança influenciada por diferentes nações como Hurons-Wendat, franceses, ingleses e irlandeses. Essa grande diversificação étnica contribuiu na construção da cultura franco-canadense.

O País, assim como a cidade, leva muito a sério todas as leis antirracistas. Os sistemas e as leis canadenses são contra qualquer tipo de racismo, como atos que envolvem qualquer ação, como piadas raciais, calúnias, crimes motivados por ódio ou qualquer comentário que venha a colocar a pessoa negra como uma raça inferior.

Na cidade encontramos muitos grupos ativistas e instituições que trabalham com essa pauta. Um dos exemplos é a Black Theatre Workshop, a companhia de teatro negra mais antiga do Canadá. Com o compromisso de refletir a cultura e a comunidade, a compahia desenvolve e dá visibilidade aos artistas negros canadenses.

No destino também encontramos a área histórica conhecida como Little Burgandy, que já foi muito importante na história negra em Montreal e lar da cena do jazz local. Lá podemos encontrar casas noturnas e teatros de Vaudeville.

Comunidade LGBTQIAP+:
O Quebec foi um dos primeiros locais do mundo a banir todas as formas de discriminação contra todas as pessoas LGBTQIAP+. Em Montreal não existe apenas um bairro gay-friendly e sim toda a cidade, além disso a homofobia é crime de ódio, não sendo de forma alguma tolerada.

No País, casais do mesmo gênero podem se casar civilmente, e também tem o direito à adoção e à procriação assistida, possuindo os mesmos direitos de casais heterossexuais. Os cidadãos canadenses, maiores de 18 anos, e quem reside no Quebec, por pelo menos um ano, podem solicitar uma mudança no gênero mencionado na certidão de nascimento. Além disso, podem solicitar a retificação de um ou mais nomes próprios para refletir sua identidade de gênero.

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, apoia o movimento da comunidade LGBTQIAP+ e faz questão de todo ano participar e levar toda sua família para a parada do orgulho da cidade.

Lugares para conhecer em Montreal:
Cataratas de Montmorency
Parque Monte Royal
Basílica de Notre-Dame
Oratório de São José
Museu das Belas Artes de Montreal
Quartier Chinois
Insectarium de Montreal
La Fontaine Park
Marché Bonsecours
Montreal Casino
Cidade Subterrânea
Museu Redpath
Biosfera de Montreal
Montreal Biodome
La Ronde
Marché Jean-Talon
Jardim Botânico de Montreal
Pointe-à-Callière Museum
Rue Saint-Catherine

  • Pré-requisitos:

Tempo mínimo de programa: 2 semanas
Tempo máximo de programa: Não há limite
Idade mínima: 18 anos
Nível do idioma: Nível intermediário de inglês ou francês para permanência de 2 semanas e sem exigência de idioma para permanências a partir de 4 semanas.

  • Quanto Custa?

Confira os valores com ume de nosses consultores!

o que você está esperando?