cidade do cabo

 

Localizada na África do Sul, a Cidade do Cabo possui o título de capital legislativa do país e é repleta de grandes belezas naturais e riquezas culturais. Cercada por videiras e belas praias, a cidade cosmopolita é banhada pelos oceanos Índico e Atlântico.

Um dos idiomas oficiais do País é o inglês e a moeda utilizada é a rand sul-africana. Para quem deseja aprender e conhecer sobre um pedaço da magnífica Mãe África, este é um destino ideal. Lá, é possível conhecer a trajetória de grandes líderes da luta contra o Apartheid por meio da visita ao Museu da Robben Island, antiga prisão onde Nelson Mandela e outras pessoas políticas ficaram reclusas.

No centro da cidade encontramos o parque nacional Table Mountain e a formação rochosa Lion Head. Já nas zonas portuárias ficam localizados os pontos turísticos da Torre do Relógio, a roda gigante, o shopping center Victoria Wharf e também o Caft Market e o Food Market, um dos maiores centros culinários do mundo.

Equidade de gênero:
País pioneiro em assuntos relacionados aos direitos humanos no continente africano. Além disso, a Cidade do Cabo já foi sede de conferências internacionais como a Dazzle Business Women’s Conference e a Women in Tech África.
Além dos esforços da ONU e dos movimentos das mulheres locais, a Universidade da Cidade do Cabo também tem ampliado estudos e projetos sobre Mulherismo Africano e equidade de gênero.

Cultura Negra:
A Cidade do Cabo é um símbolo da promessa da África do Sul pós-apartheid. O destino é uma excelente oportunidade para conhecer de perto toda a história e complexidade dessas tensões raciais. Infelizmente o racismo ainda se manifesta em algumas esferas da cidade.

Atualmente, possui vários movimentos sociais e culturais em defesa da cultura africana local. Além do black lives matter, encontramos movimentos como o do AfroFest, que apoia os criadores da cultura africana local, por meio da conscientização sobre os artistas e empresas locais que defendem a cultura africana diariamente.

Comunidade LGBTQIAP+:
Esse destino é um dos mais acolhedores para a comunidade LGBTQIAP+. Desde 2005 a Gender Dynamix foi a primeira organização não-governamental africana a ser registrada como organização voltada aos direitos da diversidade de gênero relacionada às pessoas trans. Lá acontece a Unofficial Pink Party, uma festa anual organizada pela comunidade lésbica e também a Cape Town Pride, que recebe pessoas LGBTQIAP+ de todos os lugares do mundo.

Em 2006 a África do Sul foi o primeiro país africano a legalizar o casamento LGBTQIAP+ e em 2016 a Cidade do Cabo sediou a 33ª International Gay & Lesbian Travel Association Annual Convention, onde diversos líderes sul-africanos que lutam pela diversidade foram homenageados.

Cultura Alimentar:
A cultura alimentar da África do Sul é principalmente derivada dos povos Khoisa, Xhosa e Sotho, que vivem na região. Há também um pouco de influência dos colonizadores Europeus, com releitura da cultura local.
Por ser uma cidade litorânea, a Cidade do Cabo tem uma base alimentar focada em peixes e frutos do mar. Um dos pratos populares é o Pap, feito de farinha de milho, e o Braai, uma espécie de churrasco Sul Africano.
Devido a grande produção de uva na região, o vinho faz parte da experiência culinária da região.

Educação Ambiental:
Na África do Sul a manutenção e preservação do meio ambiente é tratada com bastante seriedade, sendo dividida entre diversas esferas do governo, incluindo agências governamentais e leis.
A lei mais conhecida é a Lei nacional do Gerenciamento Ambiental (NEMA) que é cumprida por meio do Departamento de Assuntos Ambientais (DEA). Além da proteção vegetal, o país conta com a Lei Nacional das águas, garantindo a defesa de recursos hídricos através do Departamento de água e saneamento (DWS).

Lugares para conhecer na Cidade do Cabo:
Table Mountain
Kirstenbosch
Museu de Arte Africana Contemporânea Zeitz
Praia de Boulders
Neighbourgoods Market
Monkeybiz

  • Pré-requisitos:

Tempo mínimo de programa: 2 semanas
Tempo máximo de programa: Não há limite
Idade mínima: 18 anos
Nível do idioma: Nível intermediário de inglês para permanência de 2 semanas e sem exigência de idioma para permanências a partir de 4 semanas.

  • Quanto Custa?

Confira os valores com ume de nosses consultores!

O QUE VOCÊ ESTÁ ESPERANDO?